domingo, 13 de agosto de 2017

KURT SCHWITTERS e sua MERZ ART.


“Tudo estava destruído e era preciso construir o novo a partir dos escombros”
Kurt Schwitters (1887-1948)

Das colagens ao MERZ.

Kurt Schwitters nasceu em Hannover - Alemanha. 

Foi próximo do Movimento Dada, embora não tenha se encaixado a nenhum movimento, sua arte estruturada na ordenação plastica de materiais recolhidos aleatórios pelas ruas sofre influencias do construtivismo russo e neoplasticismo holandês. Visto que sua arte ia além do niilismo, neste aspecto construtivista, ou positivo, elevando o lixo cultural ao status de obra de arte.
Criou seu próprio movimento, o movimento de um homem só. Toda a diversidade de sua criação era por ele designada de MERZ.
Desejava com sua Merz art, "criar relacionamentos entre as coisas do mundo"



MERZ - O artistas que reorganizava fragmentos de um mundo em ruínas

"Dessa operação de deslocamento do material das ruas para o quadro, nasceu Merz, termo com o qual Schwitters passou a denominar tudo o que produzia: pintura, poesia, conto, escultura, modelos arquitetônicos, textos dramáticos, peças musicais, cenários teatrais. Criou até uma revista que circulou de 1923 a 1932.



Assemblage (Ans)

 , 1938
Em pouco tempo, Merz tornou-se uma espécie de marca registrada, e o artista chegou a assinar algumas de suas publicações como “Kurt Merz Schwitters”
https://oglobo.globo.com/cultura/livros/kurt-schwitters-artista-que-reorganizava-fragmentos-de-um-mundo-em-ruinas-13223183



Inicia em 1923 a produção do seu primeiro grande trabalho de ocupação espacial, que posteriormente chamou de "MERZBAU".
É considerada a primeira instalação artística, a CASA MERZ ocupava a residência do artista em Hannover, obra-chave concebida antes da ascensão de Hitler ao poder, foi destruída num bombardeio aéreo em 1943. A Merzbau nasceu no estúdio do artista e tomou toda a casa com collages e assemblages unidas por fios de arame e cordas. Reunindo um conjunto bizarro de objetos, achados, presenteados ou desprezados por amigos e artistas.
Antecipando em muitas décadas a POP ART e os conceitos de sites specific, instalações e penetráveis.
Perseguido pela GESTAPO, exílou-se na Noruega e posteriormente no Reino Unido, onde viria a passar muitas dificuldades em um campo de refugiados e vindo a morrer em 1948, nunca mais tendo voltado à Alemanha. Morreu pobre e em relativa obscuridade, muitas de suas obras foram destruídas, classificadas como arte degenerada e assim desaparecerão para sempre.

Gosto tanto que costumava chamar meu atelier de MERZ-OCA, numa versão Tupiniquim.




https://pt.wikipedia.org/wiki/Kurt_Schwitters
http://artemodernaartistas.blogspot.com.br/2016/03/kurt-schwitters-1887-1948.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário